quinta-feira, 6 de maio de 2010

"Eu sempre acho que não sou capaz
De te entender, de te enganar,
De andar pela cidade...
Livre de qualquer pensamento que me fale de maldade"

Nenhum comentário:

Postar um comentário